Com Drywall Você Pode Tudo!!!

Drywall está ganhando cada vez mais a preferência dos brasileiros na hora de construir ou reformar casas, apartamentos e salas. O termo drywall vem do inglês, e em tradução literal significa “Parede Seca”. Na prática, ela funciona como uma “parede pronta”, pois dispensa o uso de tijolos e cimento para ser construída. O material base é essencialmente composto por placas de gesso fixadas em perfis de aço galvanizado.

Além das paredes, a estrutura de drywall funciona muito bem como uma alternativa econômica e rentável para a composição de tetos, painéis, forros, divisórias e revestimentos dos mais diversos tipos.

O sistema de drywall é amplamente utilizado nos Estados Unidos há mais de 100 anos, e no Brasil vêm se popularizando junto ao avanço das tecnologias para o mercado de construção civil. A partir de agora, vamos apresentar os detalhes das principais aplicações de drywall para você entender como funciona o trabalho realizado pela Rocher Drywall.

FORRO DE DRYWALL

O forro de drywall é uma estrutura utilizada na maioria das construções. A maneira como as placas de gesso são montadas permite que sejam feitos vários tipos de forros, adaptando-o para cada ambiente. O número de chapas pode ser variado, assim como as suas dimensões e posições. Em um projeto de drywall,é possível aplicar inclusive materiais para melhorar a acústica e o isolamento térmico do local. Estes são os tipos de drywall mais utilizados no mercado:

ESTRUTURADO

É feito através do sistema de parafusamento, em que podem ser utilizadas uma ou mais placas suspensas por pendurais. O uso mais frequente é com o pendural sendo formado por um tirante, fixado na laje superior, e um suporte para nivelar. Existem também aqueles feitos com perfis ou de fitas metálicas.                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                   

PERFURADO

Pode-se dizer que o Perfurado é considerado uma variante do Estruturado. A diferença é que nesta opção são usadas placas  perfuradas. Elas ajudam a absorver sons e podem ser complementadas com lã mineral ou com vidro no entreforro.

                                            

ARAMADO

É composto pela justa posição de placas de gesso, que são conectadas através de ligamentos no formato H. O forro aramado é fixado na estrutura do imóvel por meio de um arame galvanizado.

REMOVÍVEL

É instalado com peças de gesso sobrepostas. As medidas das chapas variam de acordo com a área a ser coberta. O forro removível permite ter acesso às instalações sobre a sua estrutura, como dutos de ar condicionado e sistemas de iluminação.

PAREDES DE DRYWALL

A estrutura de uma parede de drywall é formada por chapas de gesso parafusadas em perfis de aço galvanizado. O modo como ela é construída permite atender diferentes aplicações que vão muito além da divisão de um imóvel. Ambientes que exigem tratamento acústico adequado ou que demandam isolamento térmico também podem receber projetos específicos com paredes de drywall.

Uma das grandes vantagens do uso das“paredes prontas” está justamente relacionada à praticidade. Com um tempo de construção inferior às paredes de alvenaria, ela permite que uma área seja dividida de uma maneira muito mais rápida e eficaz.

CARACTERÍSTICAS

Essas são algumas das características das paredes de drywall:

  • As estruturas possuem medidas que podem variar de 48,70mm a 90mm.
  • A composição da parede pode ser simples ou dupla.
  • As chapas de gesso podem ser interligadas ou separadas.
  • As placas podem ser convencionais, resistentes ao fogo ou resistentes à umidade.
  • As paredes podem ser retas ou levemente curvadas.
  • A quantidade de peças que serão fixadas de cada lado.
  • É possível utilizar vidro ou lã mineral no interior da parede.
  • Suportam a umidade e a ação do tempo, podendo ser construídas inclusive nas partes externas dos imóveis.

DIVISÓRIAS EM DRYWALL

Uma das principais vantagens em escolher o Drywall na hora de fazer uma reforma ou construção é a rapidez com que ele é instalado. Um bom exemplo são as divisórias em Drywall, que vem sendo muito usadas para diversas aplicações, sobretudo em imóveis comerciais. Entre as vantagens das divisórias em Drywall, podem de destacar:

  • Ganho de espaço, visto que as divisórias em Drywall são mais finas quando comparadas a outros materiais.
  • Flexibilidade no uso, podendo ser instalada em vários espaços, independentemente do tamanho.
  • Boa proteção térmica e acústica.

TETO DE DRYWALL

O teto de drywall pode ser colocado nos mais diversos ambientes, porém, as placas escolhidas precisam estar de acordo com as condições do ambiente. Na hora de fazer essa escolha, considere sempre os seguintes itens:

  • Ambientes secos como salas, escritórios, quartos, entre outros: Standard.
  • Áreas como churrasqueiras, lareira ou prédios comerciais: Resistentes a fogo.
  • Áreas mais úmidas como cozinha ou banheiros: resistentes a umidade.

Além disso, há outros elementos que podem ser incorporados ao drywall para oferecer mais conforto aos ambientes. O trabalho de isolamento térmico para controlar a temperatura do local, bem como a aplicação de mantas para melhorar a acústica do espaço, são algumas das possibilidades proporcionadas pelo material feito de gesso.

PAINEL DE DRYWALL

O painel de Drywall é uma excelente opção para quem deseja ir além dos móveis tradicionais e variar o estilo da sala ou do quarto. Os projetos de painéis têm sido cada vez mais requisitados para a instalação de TVs ou e home theaters. Além disso, também é possível criar belas cabeceiras de cama com o material.

A preferência pelo painel drywall está relacionada principalmente à resistência e ao acabamento elegante que o material possui. Outro grande atrativo é o preço acessível, uma vez que o custo de uma estrutura de drywall acaba sendo menor do que os painéis feitos em madeira.

VANTAGENS E DESVANTAGENS DO DRYWALL

A principal vantagem do drywall é que ele tem a capacidade de otimizar o espaço disponível, pois as divisórias permitem uma melhor organização dos cômodos. O material também melhora a acústica e ajuda a controlar a temperatura do local em que está instalado. Já a desvantagem fica por conta das peças específicas que o drywall demanda para ser instalado. Nem sempre elas são fáceis de serem encontradas. Além disso,as condições do imóvel também precisam ser verificadas antes da sua instalação.

Decoração de Interiores com Forro de Gesso

Aliado na arquitetura de interiores o gesso esta  presente em forros, paredes, acabamentos e onde mais a criatividade permitir.

rocher-drywall-forro-mineral (5)Com função estética e técnica, o forro de gesso permite, entre outras coisas, embutir tubulações, fiações, e criar sistemas luminotécnicos.

A decoração  deve estar ciente de todos os posicionamentos das luminárias, para que as barras de sustentação do gesso possam ser posicionadas de modo que não atrapalhe os embutidas.

A iluminação indireta é permitida com a sanca invertida ou sanca em J, que pode ser feita com diferentes tipos de lâmpadas, inclusive LEDs, ou intercalar essas lâmpadas.

rocher-drywall-forro-mineral (2)Existem vários tipos de sanca e rasgos, usando a criatividade eles podem ser feitos no teto, nas paredes, em nichos e próximos ao chão.

O drywall e a placa de gesso são tipos de gesso. O gesseiro é quem vai indicar qual a melhor opção de material a ser utilizado. A placa de gesso é bem mais em conta do que o drywall, mas dá muito mais trabalho e pode levar mais tempo para instalar, logo todo o contexto do projeto deve ser analisado antes da decisão, indiferente se vai ser instalado no teto ou na parede. A Rocher Drywall te auxilia na melhor opção para seu projeto. Consulte-nos!

A Rocher Santa Sanca dá a consultoria do projeto de gesso de acordo com o perfil do cliente.

rocher-drywall-forro-mineral (4)

rocher-drywall-forro-mineral (3)

 

 

 

Gesso: um Material Ecológico

gesso-material-ecologico-instalacao-em-bhO gesso é um material ecológico em todas as suas fases de aproveitamento, desde a mineração da gipsita, sua matéria-prima, até a aplicação final dos sistemas de construção a seco baseados em chapas de gesso. Nestes, em particular, tem a capacidade de tornar os ambientes em que é utilizado mais agradáveis e confortáveis, em razão de suas propriedades físicas e biológicas:

•atua como regulador do clima, mantendo o grau de umidade do ambiente em equilíbrio;
•é um isolante térmico e acústico natural;
•não é inflamável, proporcionando proteção contra o fogo;
•é inodoro, livre de gases tóxicos;
•não é agressivo à pele, daí ser aprovado para uso biológico;
•tem baixa densidade e alta consistência;
•é eletricamente neutro;
•não forma fibras nem poeira;

O minério de gesso (gipsita), formando entre 100 e 200 milhões de anos atrás, ocorre em grande parte da superfície terrestre.

Sua extração, diversamente da de outras matérias-primas, não gera resíduos tóxicos e requer pouca interferência na superfície, em geral de duração relativamente curta.

Na Europa, onde a densidade populacional mais elevada requer um cuidado especial com a preservação dos solos aráveis ou por reservas florestais, os especialistas em meio ambiente das empresas de mineração têm tido pleno êxito na recuperação do equilíbrio das áreas mineradas, dando-lhes condições de reconstituição da flora e da fauna ou de reaproveitamento agrícola.

Da mesma forma, as fábricas de chapas de gesso e outros derivados da gipsita são instalações limpas, que somente liberam na atmosfera vapor d’água.

Tipos de Forros

O forro drywall é constituído por chapas de gesso para drywall parafusadas em estruturas formadas por perfis de aço galvanizado ou por peças metálicas.

Assim como nas paredes, a forma de montagem e os componentes utilizados permitem configurar o forro para as exigências ou necessidades de cada ambiente, podendo-se variar o número de chapas, as dimensões e a posição da estrutura e ainda o uso ou não de elementos de isolamento térmico ou acústico no seu interior.

forro-drywall-instalacao-em-belo-horizonteExistem quatro tipos de forros drywall: estruturado, perfurado, aramado e removível. Os três primeiros são fixos e proporcionam superfícies monolíticas, sendo executados com chapas com bordas longitudinais rebaixadas, que devem receber tratamento de juntas para uniformização da superfície. O último é executado com chapas com bordas quadradas ou tegulares.

Estruturado
É formado pelo parafusamento de uma ou mais chapas de gesso para drywall (com 1.200 mm de largura) em estruturas de aço galvanizado. A estrutura é suspensa por meio de pendurais. O pendural de uso mais freqüente é composto por um tirante (que é fixado na laje superior) e um suporte nivelador. Há também pendurais compostos de perfis ou fitas metálicas.
O perímetro do forro pode ser executado com cantoneira, no caso de forro estanque, ou tabica, no caso de forro dilatado. Também é possível executar outros detalhes de dilatação perimetral ou no meio do pano do forro.

Perfurado
É uma variante do forro estruturado, porém com o uso de chapas perfuradas, que auxiliam na absorção sonora, que pode ser acentuada com o uso de lã mineral ou de vidro no entreforro (plenum do forro).

Aramado
É formado pela justaposição de chapas de gesso com 600 mm de largura unidas por meio de junções H. É suspenso por arame de aço galvanizado no 18 (1,24 mm de diâmetro). A estruturação é completada com nervuras de chapas de gesso. O perímetro do forro aramado pode ser estanque ou dilatado.

Removível
Formado pela sobreposição de chapas de gesso em perfis do tipo T. A dimensão das chapas varia de acordo com a modulação da estrutura. O forro é composto por uma só camada de chapas, que podem ser removidas para acesso às instalações do plenum.

Para a correta especificação, consultar as Tabelas de Desempenho de Forros Drywall.

Em caso de dúvida, clique aqui para enviar sua consulta à Comissão Técnica da Associação Drywall.