19 perguntas e respostas sobre drywall

As paredes de Drywall substituem a alvenaria? Como pendurar um quadro em paredes de gesso? Será que paredes de gesso aguentam um chute? Descubra agora com estas dúvidas

Embora pesquisas de satisfação apontem usuários contentes com suas paredes de gesso, os fabricantes ainda precisam vencer o preconceito de quem desconhece o material. Aos poucos, eles vão desmistificando a crença de que paredes de gesso são frágeis. Confira as respostas para 19 dúvidas comuns sobre o material.

Paredes de drywall são resistentes?

Se bem-feitas, sim. Por isso, há necessidade de contratar gente especializada. Convém tomar cuidados, como o cálculo estrutural adequado ao pé-direito. Se for de 2,70 m, basta uma placa comum (12,5 mm de espessura) em cada lado do perfil metálico. Conforme aumenta a altura, melhor reforçar o conjunto com versões mais espessas ou duplas. Obras maiores pedem o auxílio de arquiteto, já uma parede pode ser planejada por consultores técnicos indicados pelas revendedoras.

Como se comporta em ambientes sujeitos a vibrações e impactos? As paredes aguentam um chute ou a batida de um móvel?

Projetado para absorver as movimentações naturais, o drywall passou em testes de impacto e cumpre as normas de desempenho da ABNT. Os fabricantes asseguram que o material resiste a trombadas sem danos e não é fácil de ser derrubado. Também não apresenta patologias frente a impactos do dia a dia, como batidas de porta.

Substitui a parede tradicional?

Se ela não for estrutural, sem problemas. As vantagens da troca são ganho de espaço, bom isolamento termoacústico e facilidade para passar novas instalações hidráulicas e elétricas.

O que não pode ser feito com ele?

Destinado apenas a áreas internas, não suporta intempéries, nem apoia carga de telhado ou laje. Nesse caso, o ideal seria empregar o sistema steel frame, ou seja, perfis estruturais de aço fechados por fora com chapas cimentícias ou OSB. Alguns fabricantes lançaram painéis que utilizam as placas de cimento externamente e o drywall por dentro, cumprindo essa função. Outra restrição é o emprego em saunas, por causa do vapor constante.

Por que usá-lo sobre alvenaria existente? 

Essa combinação dispensa acabamento final (reboco e massa fina). Compensa nas situações em que a superfície é irregular ou se deseja passar fios e canos sem quebra-quebra. Além disso, a solução aumenta os desempenhos térmico e acústico.

Na sala deste dúplex de Curitiba, a parede de blocos de concreto celular foi...

 (/)

Que acabamentos ele aceita?

Não há proibições, mas cada opção requer cuidados específicos. Para a pintura, indica-se aplicar massa para drywall e tinta acrílica ou látex PVA. Revestimentos cerâmicos são fixados com argamassa colante própria. Já as pedras pesadas pedem cantoneiras a fim de distribuir as cargas nos montantes.

As placas suportam a colocação de portas?

Sim, para isso é preciso preparar a montagem estrutural. Onde será fixado o batente, são colocados montantes e uma verga metálica na parte de cima do vão. O batente pode ser preso com parafuso (e então é mantido um reforço) ou espuma de expansão. Nesse segundo caso, melhor adotar montante duplo ou perfil de aço e chapas mais grossas (0,95 mm) que as utilizadas em perfis normais (0,50 mm). Em portas de correr, as vergas recebem trilhos. Para ocultar a folha corrediça, a solução é fazer à frente dela uma segunda parede simples.

Posso embutir bancada de mármore ou granito?

Claro. Peças assim, que chegam a pesar mais de 60 kg por m2, exigem reforço no interior do drywall. Trata-se de um pedaço de madeira ou chapa metálica preso entre dois perfis verticais de aço – os mesmos onde é parafusado o gesso. Depois da parede fechada, mãos-francesas cuidam de sustentar a bancada.

E se eu mudar de ideia e quiser colocar uma peça pesada numa parede desprovida de reforço?

Será necessário abrir uma das faces da parede escolhida, aplicar o reforço e então usar nova placa de gesso para o fechamento, já que geralmente ela é danificada na desmontagem.

Como fixar quadros e espelhos?

Todo objeto que pesa até 10 kg pode ser preso no gesso. Se tiver entre 10 e 18 kg, convém instalá-lo nos perfis. Acima disso, deve-se aplicar o reforço ou distribuir a carga. Isso porque a distância máxima entre dois montantes é de 60 cm, e cada um deles suporta 18 kg. Se o espelho tiver essa largura e pesar até 36 kg, a carga total será dividida entre os dois perfis.

O espelho e a bancada de granito e madeira, feita em balanço, ficam presos n...

 (/)

Drywall aceita rede de balanço?

Sim, porém exige cálculo estrutural feito por profissionais gabaritados. Não adianta reforço somente na parede, já que o peso alcança até 400 kg, e o perfil metálico (montantes e guias) é diferente do usado em paredes. Ele precisa ser reforçado com chapas de aço mais grossas, onde serão soldados os ganchos.

Num apartamento novo, como descobrir a resistência das paredes de drywall?

O manual do proprietário ou o memorial descritivo do imóvel demarcam os reforços existentes. Na cozinha, eles geralmente aparecem por toda a extensão em que se caibam armários. As construtoras acompanham os pontos de sustentação padronizados pelos fabricantes de móveis. Na ausência do memorial, é preciso abrir as placas, caso não haja reforços de madeira ou metal, deve-se fazê-los na altura em que se quer fixar os armários.

Qual a diferença entre o forro de gesso normal e o de drywall?

Por conter uma estrutura metálica, o drywall é mais resistente. O comum, com plaquinhas de gesso penduradas e chumbadas, oferece mais risco de surgimento de patologias devido à movimentação natural da edificação. Existe ainda um tipo intermediário, o FHP, que é semi-industrializado e dispensa a parte metálica. O acabamento não é tão primoroso quanto o forro de drywall, mas sua qualidade é superior ao comum.

O forro elimina o som do andar de cima?

Ele barra o ruído aéreo – como latidos – mesmo sem a lã mineral. Na transmissão por vibração, caso do salto alto, reduz o barulho. Para zerá-lo, porém, são necessários cálculos técnicos e isolamento também em paredes, janelas e portas.

Eles servem para áreas externas, como beirais?

Se não tiver contato com a chuva, sem problemas. Ideal é que o telhado conte com manta de subcobertura, evitando infiltrações. Os forros são bastante utilizados em sacadas de apartamentos, já que o peitoril do andar superior o protege. Mas, quando exposto ao vento, as placas devem ter espaçamento menor entre perfis e travamento para maior resistência.

Como fixar o forro? Posso pendurar varal de roupa?

Tirantes de aço formam uma malha metálica, na qual são parafusadas as placas de gesso. Com buchas específicas pode-se prender objetos de até 3 kg diretamente no gesso. Até 10 kg as buchas precisam ser fixadas no perfil de aço que sustenta o forro. Acima disso devem ser fixadas ou na laje ou em reforço preso na laje, já que é nela que deve incidir o peso.

O fogão em ilha exigiu a instalação de uma coifa, cujo duto de exaustão p...

 (/)

Quanto tempo duram as placas? Existe garantia?

A durabilidade depende de várias circunstâncias, como o local de instalação. A vida útil aumenta se preservada do contato direto com água e não receber agressões físicas pontuais (martelo). Os fabricantes dão cinco anos de garantia para serviços e materiais instalados conforme as especificações do manual.

Onde encontro o produto?

Há quatro fabricantes (Gypsum, Knauf, Placo e Trevo Drywall), que não vendem diretamente para o consumidor, mas mantêm uma rede de distribuidores e investem no treinamento de instaladores. Essas empresas, bem como várias marcas responsáveis pela produção de outros componentes do sistema, reúnem-se na Associação Brasileira do Drywall.

Onde encontro mão de obra confiável? Como fazer o contrato?

No site dos fabricantes há informações de revendedores que podem indicar pessoal qualificado. Na PlacoCenter, da marca Placo, o investimento em especialização abrange aulas teóricas e práticas. Quanto ao contrato, melhor discriminar a quantidade de material, data de instalação, preço e se inclui mão de obra. Também deve-se determinar as especificações da parede ou forro, da espessura da placa ao reforço para peso.

Com Drywall Você Pode Tudo!!!

Drywall está ganhando cada vez mais a preferência dos brasileiros na hora de construir ou reformar casas, apartamentos e salas. O termo drywall vem do inglês, e em tradução literal significa “Parede Seca”. Na prática, ela funciona como uma “parede pronta”, pois dispensa o uso de tijolos e cimento para ser construída. O material base é essencialmente composto por placas de gesso fixadas em perfis de aço galvanizado.

Além das paredes, a estrutura de drywall funciona muito bem como uma alternativa econômica e rentável para a composição de tetos, painéis, forros, divisórias e revestimentos dos mais diversos tipos.

O sistema de drywall é amplamente utilizado nos Estados Unidos há mais de 100 anos, e no Brasil vêm se popularizando junto ao avanço das tecnologias para o mercado de construção civil. A partir de agora, vamos apresentar os detalhes das principais aplicações de drywall para você entender como funciona o trabalho realizado pela Rocher Drywall.

FORRO DE DRYWALL

O forro de drywall é uma estrutura utilizada na maioria das construções. A maneira como as placas de gesso são montadas permite que sejam feitos vários tipos de forros, adaptando-o para cada ambiente. O número de chapas pode ser variado, assim como as suas dimensões e posições. Em um projeto de drywall,é possível aplicar inclusive materiais para melhorar a acústica e o isolamento térmico do local. Estes são os tipos de drywall mais utilizados no mercado:

ESTRUTURADO

É feito através do sistema de parafusamento, em que podem ser utilizadas uma ou mais placas suspensas por pendurais. O uso mais frequente é com o pendural sendo formado por um tirante, fixado na laje superior, e um suporte para nivelar. Existem também aqueles feitos com perfis ou de fitas metálicas.                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                   

PERFURADO

Pode-se dizer que o Perfurado é considerado uma variante do Estruturado. A diferença é que nesta opção são usadas placas  perfuradas. Elas ajudam a absorver sons e podem ser complementadas com lã mineral ou com vidro no entreforro.

                                            

ARAMADO

É composto pela justa posição de placas de gesso, que são conectadas através de ligamentos no formato H. O forro aramado é fixado na estrutura do imóvel por meio de um arame galvanizado.

REMOVÍVEL

É instalado com peças de gesso sobrepostas. As medidas das chapas variam de acordo com a área a ser coberta. O forro removível permite ter acesso às instalações sobre a sua estrutura, como dutos de ar condicionado e sistemas de iluminação.

PAREDES DE DRYWALL

A estrutura de uma parede de drywall é formada por chapas de gesso parafusadas em perfis de aço galvanizado. O modo como ela é construída permite atender diferentes aplicações que vão muito além da divisão de um imóvel. Ambientes que exigem tratamento acústico adequado ou que demandam isolamento térmico também podem receber projetos específicos com paredes de drywall.

Uma das grandes vantagens do uso das“paredes prontas” está justamente relacionada à praticidade. Com um tempo de construção inferior às paredes de alvenaria, ela permite que uma área seja dividida de uma maneira muito mais rápida e eficaz.

CARACTERÍSTICAS

Essas são algumas das características das paredes de drywall:

  • As estruturas possuem medidas que podem variar de 48,70mm a 90mm.
  • A composição da parede pode ser simples ou dupla.
  • As chapas de gesso podem ser interligadas ou separadas.
  • As placas podem ser convencionais, resistentes ao fogo ou resistentes à umidade.
  • As paredes podem ser retas ou levemente curvadas.
  • A quantidade de peças que serão fixadas de cada lado.
  • É possível utilizar vidro ou lã mineral no interior da parede.
  • Suportam a umidade e a ação do tempo, podendo ser construídas inclusive nas partes externas dos imóveis.

DIVISÓRIAS EM DRYWALL

Uma das principais vantagens em escolher o Drywall na hora de fazer uma reforma ou construção é a rapidez com que ele é instalado. Um bom exemplo são as divisórias em Drywall, que vem sendo muito usadas para diversas aplicações, sobretudo em imóveis comerciais. Entre as vantagens das divisórias em Drywall, podem de destacar:

  • Ganho de espaço, visto que as divisórias em Drywall são mais finas quando comparadas a outros materiais.
  • Flexibilidade no uso, podendo ser instalada em vários espaços, independentemente do tamanho.
  • Boa proteção térmica e acústica.

TETO DE DRYWALL

O teto de drywall pode ser colocado nos mais diversos ambientes, porém, as placas escolhidas precisam estar de acordo com as condições do ambiente. Na hora de fazer essa escolha, considere sempre os seguintes itens:

  • Ambientes secos como salas, escritórios, quartos, entre outros: Standard.
  • Áreas como churrasqueiras, lareira ou prédios comerciais: Resistentes a fogo.
  • Áreas mais úmidas como cozinha ou banheiros: resistentes a umidade.

Além disso, há outros elementos que podem ser incorporados ao drywall para oferecer mais conforto aos ambientes. O trabalho de isolamento térmico para controlar a temperatura do local, bem como a aplicação de mantas para melhorar a acústica do espaço, são algumas das possibilidades proporcionadas pelo material feito de gesso.

PAINEL DE DRYWALL

O painel de Drywall é uma excelente opção para quem deseja ir além dos móveis tradicionais e variar o estilo da sala ou do quarto. Os projetos de painéis têm sido cada vez mais requisitados para a instalação de TVs ou e home theaters. Além disso, também é possível criar belas cabeceiras de cama com o material.

A preferência pelo painel drywall está relacionada principalmente à resistência e ao acabamento elegante que o material possui. Outro grande atrativo é o preço acessível, uma vez que o custo de uma estrutura de drywall acaba sendo menor do que os painéis feitos em madeira.

VANTAGENS E DESVANTAGENS DO DRYWALL

A principal vantagem do drywall é que ele tem a capacidade de otimizar o espaço disponível, pois as divisórias permitem uma melhor organização dos cômodos. O material também melhora a acústica e ajuda a controlar a temperatura do local em que está instalado. Já a desvantagem fica por conta das peças específicas que o drywall demanda para ser instalado. Nem sempre elas são fáceis de serem encontradas. Além disso,as condições do imóvel também precisam ser verificadas antes da sua instalação.

Molduras de Gesso no Teto proporcionam Sofisticação e Beleza

Não é de hoje que as molduras de gesso servem para dar acabamentos de decoração contendo uma elegância e leveza no ambiente. São as mais utilizadas nos tetos e forros de residências, pois é um tipo de acabamento que nunca sai de moda e torna o ambiente mais.Além de ser um método que é muito fácil de aplicar usando poucos materiais.

O primeiro passo, é anexar as peças na parede sempre atento com os desenhos para uma se encaixar na outra como se fosse um quebra cabeça. Se houver alguma diferença, basta arrumar com um simples serrote.

O Segundo passo é fazer o acabamento das emendas com uma massa especifica. Se alguma peça não ficar adequada com a outra, é só passar um pouco de gesso para corrigí-las.

E por último, usar uma lixa para deixar as peças sem nenhum relevo, e depois aplicar a tinta específica da sua escolha.

As molduras de gessos para drywall geralmente são executadas em ambientes sem rebaixamentos de forros e a melhor opção, é colocar em teto com molduras sem curvas e listras. Os seus desenhos são sem inclinação, uma estrutura mais reta e tendo até três degraus lisos.

Essas molduras de gesso servem também para decorações em paredes de Drywall, servindo como revestimentos contemporâneos, e seus designs são variados, podendo fazer mosaicos feito com pedras de gesso. Esse tipo de acabamento, atendem a todos os gostos desde o mais clássico ao mais simples.

Read more

5 Dicas Sobre Parede Drywall

Parede seca (gesso acartonado) ou parede drywall é o termo usado para o sistema construtivo que vem sendo muito utilizado por arquitetos de interiores. É um sistema industrializado e pré-fabricado feito de placa de aço e gesso. Atualmente é muito utilizada nas construções brasileiras. A Rocher Drywall executa projetos de forro com gesso acartonado e modifica layouts com drywall, por isso resolvemos passar algumas dicas e informações:

Drywall Colado 02Dica 1 :: Tratamento acústico e térmico – este sistema apresenta um ótimo desempenho acústico e térmico. Porém, algumas empresas fazem a instalação sem a lã de rocha, com a finalidade de baratear o custo de instalação parede drywall. Mas, para ter esses 2 benefícios, o uso da lã é imprescindível.

Dica 2 :: Resistência e segurança – existem as normas da ABNT que exigem índices mínimos de segurança para substituir as construções de alvenarias por drywall. O material deve ser resistente ao fogo, umidade, para alguns impactos e pesos.

cimenticiaDica 3 :: Rapidez da obra – além da facilidade e execução de projeto. É um produto mais leve que o tijolo e fornece menos sujeira para a obra. Ótima opção para quem pretende reformar sem fazer muita sujeira. Esse tipo de instalação pode receber qualquer tipo de acabamento, tanto uma simples mão de tinta, quanto um revestimento em cerâmica – no caso de áreas úmidas.

Dica 4 :: Reformas mais simples – basta desmontar o sistema e descartá-lo. O mesmo pode ser feito na manutenção ou atualização das instalações de casa, como por exemplo elétrica, hidráulica ou telefonia.

Isolamento-térmico-Isoline-e1410354828785Dica 5 :: Uso em vários ambientes – existem vários tipos de placas de drywall no mercado. Elas podem ser instaladas em áreas secas como corredores, salas e dormitórios, existe a placa resistente ao fogo que é usada em saídas de emergência e escadas enclausuradas. E a placa indicada para áreas úmidas como banheiros, lavabos e cozinhas.

Gesso: um Material Ecológico

gesso-material-ecologico-instalacao-em-bhO gesso é um material ecológico em todas as suas fases de aproveitamento, desde a mineração da gipsita, sua matéria-prima, até a aplicação final dos sistemas de construção a seco baseados em chapas de gesso. Nestes, em particular, tem a capacidade de tornar os ambientes em que é utilizado mais agradáveis e confortáveis, em razão de suas propriedades físicas e biológicas:

•atua como regulador do clima, mantendo o grau de umidade do ambiente em equilíbrio;
•é um isolante térmico e acústico natural;
•não é inflamável, proporcionando proteção contra o fogo;
•é inodoro, livre de gases tóxicos;
•não é agressivo à pele, daí ser aprovado para uso biológico;
•tem baixa densidade e alta consistência;
•é eletricamente neutro;
•não forma fibras nem poeira;

O minério de gesso (gipsita), formando entre 100 e 200 milhões de anos atrás, ocorre em grande parte da superfície terrestre.

Sua extração, diversamente da de outras matérias-primas, não gera resíduos tóxicos e requer pouca interferência na superfície, em geral de duração relativamente curta.

Na Europa, onde a densidade populacional mais elevada requer um cuidado especial com a preservação dos solos aráveis ou por reservas florestais, os especialistas em meio ambiente das empresas de mineração têm tido pleno êxito na recuperação do equilíbrio das áreas mineradas, dando-lhes condições de reconstituição da flora e da fauna ou de reaproveitamento agrícola.

Da mesma forma, as fábricas de chapas de gesso e outros derivados da gipsita são instalações limpas, que somente liberam na atmosfera vapor d’água.

Vantagens do Drywall

São muitas as vantagens do drywall – use sempre os serviços de um profissional especializado para obter os melhores resultados.

Gesso-Drywall-instalacao-em-belo-horizonteRapidez e limpeza na montagem – Uma parede, um forro ou um revestimento em drywall é executado com muita rapidez e gera muito pouco entulho. Por exemplo, a montagem de uma parede divisória para a criação de um novo ambiente em uma casa ou apartamento demora apenas 24 a 48 horas. Nesse prazo, a parede estará pronta, com porta, tomadas e interruptores instalados, pronta para receber a pintura final.

Reformas fáceis – Em razão da rapidez e da limpeza na montagem dos sistemas drywall, reformar um imóvel ficou muito mais simples. E os sistemas drywall permitem soluções criativas, como uso de curvas, recortes para iluminação embutida e muito mais.

Manutenção e reparos – A mesma vantagem de rapidez e limpeza está presente na hora de se consertar um vazamento de água, por exemplo. Nesse caso, basta fazer com um serrote de ponta um pequeno recorte na chapa da parede, suficiente para permitir o conserto do encanamento, e depois fechar a parede com o mesmo pedaço de chapa. Um profissional especializado executa esse tipo de serviço em apenas um dia, sem o tradicional quebra-quebra das paredes comuns de tijolos ou blocos.

Precisão e qualidade de acabamento – Os sistemas drywall são precisos nas suas medidas e proporcionam uma qualidade de acabamento superficial única, perfeitamente lisa. Além disso, os sistemas drywall aceitam qualquer tipo de acabamento: pintura, textura, azulejos, pastilhas, mármore, granito, papel de parede, lambris de madeira, etc.

Isolamento de ruídos – Os sistemas drywall isolam melhor os sons e contribuem para tornar os ambientes mais confortáveis no que se refere à transmissão de ruídos.

Ganho de área útil – Como as paredes drywall são mais estreitas do que as de blocos ou tijolos, há um ganho na área útil. Esse ganho é de 5% aproximadamente. Por exemplo: em um apartamento de 100 m2, o ganho será de 5 m2, equivalente a 10 metros frontais de armários embutidos.